Monsenhor Alves Brás faleceu há 54 anos

Assinalam-se hoje 54 anos sobre a morte do Venerável Pe. Joaquim Alves Brás. Um homem visionário que nasceu em 1899 em Casegas, concelho da Covilhã, e que pautou a sua vida pela promoção e dignificação da mulher e da família. 

Fundador da Obra de Santa Zita (OSZ), do Instituto Secular das Cooperadoras da Família (ISCF), do Movimento por um Lar Cristão (MLC), do Centro de Cooperação Familiar (CCF) e do Jornal da Família, monsenhor Alves Brás foi pioneiro na Pastoral Familiar. Um trabalho que se traduziu na fundação de inúmeras casas de acolhimento e formação das então chamadas “criadas de servir”. Todo este trabalho teve como objetivo a dignificação, a promoção e santificação da família. 

Hoje, o carisma de Monsenhor Alves Brás ganha “alma” através das Cooperadoras da Família, leigas consagradas, que levam por diante o cuidado da santificação da família e que souberam adaptar-se aos tempos. Apoio à infância e à terceira idade, centros de aconselhamento familiar e matrimonial são as áreas por onde passa a ação das Cooperadoras da Família presentes em Portugal, Brasil, Espanha, França, Itália e Cabinda (Angola).

Em época de contenção social, devido ao surto epidémico de Covid-19, as Cooperadoras da Família estão unidas na oração neste Dia do Fundador e convidam todos a juntarem-se a oração pela proteção de todas as famílias.

13.03.2020