Padre Joaquim Alves Brás - Um homem que olhou, viu e agiu”

Foi com grande entusiasmo que a Família Blasiana celebrou no passado dia 11 de março o Dia do nosso Venerável Fundador. Procurámos prepará-lo espiritualmente, refletindo sobre a sua passagem pelo mundo em que habitamos, olhando para o seu percurso como Homem, Sacerdote e Apóstolo, sempre atento a todas as pessoas, particularmente as mais frágeis e desprotegidas, deixando-nos a nós, a missão de continuar com coragem e muito amor, a Obra por ele iniciada.

Este dia de ação de graças e de festa, em nossos corações e em nossas vidas, teve início às 15h30, com um acolhimento alegre e caloroso por parte das Cooperadoras da Família, a todos os que iam chegando, convidando-os a entrar no salão e saudarem o Pe. Brás, como; O Homem que olhou, viu e agiu”.

De seguida a coordenadora local, Etelvina Covelo, convidou os presentes a cantar o hino do Fundador, dando início a uma reflexão tendo por base o texto bíblico Jesus viu e compadeceu-sedas multidões e começou a ensinar-lhes muitas coisas (cf Mc. 6, 4-20). Este texto explica o que significa ser discípulo de Jesus – aprender com Ele a ver, a olhar com amor, a ensinar e a agir. O Venerável Pe Brás imitou Jesus em toda a sua vida, olhou as realidades concretas das pessoas necessitadas, olhou-as com os olhos de Jesus, teve compaixão e compadeceu-se delas, promovendo a sua dignidade e qualidade de vida, dando-lhes formação e ensinando-as a trabalhar, porque estava atento a cada situação. Anunciava Jesus e o Seu Evangelho sem se cansar.

Este momento terminou desafiando os presentes a estarem atentos aos três símbolos: Os Olhos, o Coração e a Boca, tirando daí partido, imitando o Mestre no olhar, no ver e no agir, para chegarmos à Páscoa com um coração renovado e agradecido.
Seguir-se outro momento muito importante, a Eucaristia, celebrada pelo Reverendo Pe João Gonçalves, que no momento oportuno referiu as Instituições fundadas pelo Pe Brás, e enalteceu o Venerável Servo de Deus pelas marcas que deixou na Igreja Portuguesa e o bem que fez na vida de tanta gente. Este dia de festa, alegrai e gratidão terminou com um lanche/convívio partilhado.

Texto: Cesaltina Martins – Cooperadora da Família