PADRE ALVES BRÁS

50 anos depois… “Está vivo”

Data

No culminar de um ano de celebrações Alice Cardoso, Coordenadora geral do Instituto Secular das Cooperadoras da Família (ISCF) dava as boas vindas à Família Blasiana e a todos os colaboradores e familiares presentes no Centro Pastoral Paulo VI. 

 “Após 50 anos da sua partida para o Pai, continua vivo na sua obra e no coração de todos aqueles e aquelas que lhes dão o melhor das suas vidas, para que esta cumpra no tempo e no espaço a sua missão de cuidar, dignificar, promover e santificar a família”, afirmava a Cooperadora que gere os destinos do ISCF.

Maria do Céu Simões, Presidente Nacional da Obra de Santa Zita (OSZ), subia também ao palco do Centro Paulo VI, para recordar a ligação do Pe. Brás ao santuário de Fátima. Mas em Ano Jubilar esta Cooperadora da Família afirmava que a Obra de Santa Zita “ quer reavivar o seu compromisso na ação, numa fidelidade dinâmica e criativa ao carisma do seu Fundador” e “quer continuar a contribuir para o desenvolvimento harmonioso da sociedade” através da ação social, da formação, da pastoral e da animação sociocultural. 

Cooperadoras e associadas, colaboradores e utentes da OZS são “diretamente ou indiretamente, continuadores da vida e da ação que brotou do coração compassivo e empreendedor do Pe. Brás”, afirmou Céu Simões.

O casal Moniz, o casal presidente do Movimento por um Lar Cristão, deixou também uma mensagem perante a larga assembleia presente no Paulo VI. Sempre com a família no horizonte ficou a promessa de continuarem a trabalhar com vista à sua promoção e dignificação.

Texto: IM/Jornal da Família